Bem-Vindos. Sentem-se em volta da fogueira, peguem uma xícara de chá e comecemos a aprender os mistérios antigos e a desvendar segredos esquecidos. Trilhem connosco a floresta sobre o olhar atento da Lua...

Novos artigos serão sempre publicados à quinta-feira.



domingo, 15 de maio de 2016

Aromaterapia

A Aromaterapia é o tratamento feito pelos aromas e funciona através da inalação de óleos essenciais aromáticos concentrados, extraídos de plantas. Esta é uma das melhores formas e uma das mais agradáveis de desfrutar dos benefícios dos óleos essenciais.
O tratamento com óleos essenciais faz-se durante uma a três semanas. Os métodos de utilização podem ser os seguintes:
  • Difusão Atmosférica
Para espalhar o aroma no ar existem difusores que aquecem os óleos. Existem difusores eléctricos que podem ser utilizados que produzem uma vaporização do óleo essencial contido no seu interior. Uns simples 10-15 minutos de funcionamento permitem encher o ar de uma determinada divisão.
O difusor de cerâmica simples tem um pires em cima, no qual se deitam umas gotas de óleo e água, e por baixo do pires coloca-se uma lamparina (ou vela) que faz libertar os vapores do óleo. Estes óleos, porém, não devem ser ingeridos pois a grande maioria é tóxica.
Não havendo difusor, pode-se obter um efeito quase semelhante por evaporação: basta colocar umas gotas sobre as costas da mão ou impregnar um lenço com o óleo e aspirar o aroma.
  • Fricção sobre a Pele
Friccionando a pele com umas 20 a 30 gotas de essência, estas infiltram-se nos tecidos e passam ao sangue. Tem duplo benefício uma vez que a massagem que acompanha a fricção também é benéfica. Contudo, evite o contacto com as mucosas dos olhos, da boca e dos órgãos genitais. No tratamento de pessoas com pele sensível, a essência deve ser diluída em partes iguais com azeite ou óleo de gérmen de trigo. Não havendo este, pode diluir com óleo de amêndoas amargas.
  • Banho com Essências
Pode-se juntar à água do banho qualquer destes óleos essenciais, na proporção de 3 a 10 gotas por banheira.
***

Óleos Essenciais – São vendidos em Farmácias e Ervanárias e correspondem a misturas complexas extraídas por destilação, por arraste do vapor de água ou por pressão, extracção a frio, como no caso dos citrinos. Existem diversos óleos essenciais. Alguns são administrados em gotas bebíveis, como os óleos digestivos; outros vêm em supositórios e são óleos anti-sépticos; há também óleos cicatrizantes e anti-sépticos reunidos em pomadas ou em gel.
Podem ainda ser adicionadas à água a ferver para serem inalados ou diluídos na água do banho. Os óleos essenciais devem ser receitados pelo médico ou pelo farmacêutico que os vende e escolhe o modo de administração em função das suas propriedades medicinais. É de ter em conta que os óleos essenciais contêm propriedades irritantes e que quando ingeridos podem apresentar efeitos tóxicos.
Se o óleo não for receitado por um profissional qualificado utilize-o apenas externamente. O maior conselho que lhe posso dar é nunca ingerir óleos essenciais, excepto se for sob a supervisão de um médico que o tenha receitado.

Não confundir óleo essencial (o que é falado neste artigo) com óleo aromático (que é comprado em lojas comuns). O óleo aromático é diferente e não deve ser utilizado da mesma forma!

0 comentários:

Enviar um comentário