Bem-Vindos. Sentem-se em volta da fogueira, peguem uma xícara de chá e comecemos a aprender os mistérios antigos e a desvendar segredos esquecidos. Trilhem connosco a floresta sobre o olhar atento da Lua...

Novos artigos serão sempre publicados à quinta-feira.



domingo, 15 de maio de 2016

O que é a Astrologia?


A Astrologia é uma das ciências mais antigas estudadas pelo Homem. Foi praticada na Suméria, a mais antiga civilização do mundo, em 4300 a.C. e talvez tenha tido a sua origem na Pré-História, dado que existem provas do estudo do céu nocturno pelos povos da Idade da Pedra.

É considerada a mãe da Astronomia e, em tempos, foram uma só ciência. Porém com o tempo, a astronomia tornou-se mais objectiva, lidando com distâncias, massas, pesos, velocidades e afins e a astrologia mais subjectiva, tendo sendo assim, divididas. Podemos portanto, com isto, concluir que o levantamento de um horóscopo/mapa astral é um processo astronómico mas, a interpretação deste é um processo astrológico.

A Astrologia é, mais especificamente, a ciência que investiga a acção dos corpos celestes sobre os objectos animados e inanimados, e a reacção destes a essa influência.
Como já referi, a astrologia também tem um processo astronómico durante o levantamento de um mapa astral. A astrologia lida com os ângulos entre os planetas e a observação de seus efeitos sobre a humanidade.

Os signos são uma forma de dividir os céus; as Casas também, embora sejam baseadas no local de nascimento. O signo pode ser considerado o campo de acção; a Casa é o lugar onde ocorre a acção, e o planeta é o poder ou força motivadora.

A astrologia nos ensina que existe harmonia e simetria no universo, e que todos são parte de um todo. A astrologia deve ser entendida como uma filosofia que ajuda a explicar a vida, e não como uma arte ou ciência para prever o futuro.

Originalmente, a astrologia era dividida em quatro partes:
Natural ou física: A acção dos planetas sobre as marés, o clima, a atmosfera e as estações.
Mundana ou judicial: A Astrologia das nações, de sua economia e de seus ciclos políticos.
Natal ou genética: A Astrologia dos indivíduos e o estudo de seus mapas de nascimento.
Horária: O estudo de uma determinada questão que ocorre num determinado lugar e num determinado momento.

Há dois tipos de astrologia praticados no Ocidente.
Uma é chamada astrologia tropical; a outra, astrologia sideral.

A astrologia tropical dá a posição de um planeta por signo. A astrologia sideral dá a posição por constelação. Para entender a diferença entre as duas, é preciso entender a diferença entre signos e constelações:

Ambos têm os mesmos nomes, o que pode causar uma confusão. Há aproximadamente quatro mil anos, quando no equinócio de Primavera (no HN), o Sol estava na constelação de Áries, não havia diferença. Os signos e as constelações coincidiam. Agora, por causa da precessão, a lenta rotação da Terra sobre seu eixo, o Sol entra no equinócio Vernal no signo de Áries, porém na constelação de Peixes.

A astrologia sideral e a astrologia tropical se baseiam em princípios diferentes, e as duas são válidas.
As pessoas normalmente pensam que a Astrologia é apenas ver o seu signo solar (o signo em que o Sol estava no momento do seu nascimento) e que assim podem prever o seu futuro e saber o que as espera (por exemplo, nas revistinhas e jornais todas têm secção de Astrologia). Também crêem que o horóscopo é somente o nome dado aquele pedacinho de revista com a descrição do seu signo Solar e nada mais.

Na realidade um horóscopo é um mapa das posições planetárias no momento do nascimento de um indivíduo na posição geográfica onde ocorreu o nascimento. Um horóscopo contém tanto as posições zodiacais como as das casas dos planetas. Estabelecido o horóscopo (que é um processo que qualquer pessoa com bases simples de Matemática consegue aprender), vem a parte complicada que é a interpretação dos dados que obtivemos.

Este horóscopo quando feito correctamente e com as informações precisas, cria uma análise que é (quase) única para o individuo em questão. Foi por este motivo que foi tomada a sério por muitos investigadores com altas credenciais, como Jung que fazia o horóscopo de todos os seus pacientes, acreditando que permitia-o conhecer melhor a pessoa.

Mas, apesar disso, a Astrologia é ainda uma ciência que é extremamente ridicularizada no meio social da nossa actualidade.

Para quem está interessado em aprender Astrologia pode baixar os seguintes três ficheiros que vão ajudar a dar umas bases. Porém, se quiser seguir este caminho como forma de carreira, terá de tirar um curso num local especializado.

0 comentários:

Enviar um comentário