Bem-Vindos. Sentem-se em volta da fogueira, peguem uma xícara de chá e comecemos a aprender os mistérios antigos e a desvendar segredos esquecidos.
Trilhem connosco a floresta sobre o olhar atento da Lua...

Novos artigos serão sempre publicados à segunda-feira e à sexta-feira.




segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Bruxaria de Cozinha


Uma das partes favoritas da minha prática mágica é a Magia de Cozinha! Apesar de ainda estar apenas a começar neste caminho é sem dúvida das partes que mais adoro e que acredito que tem imenso potencial e, também, é acessível a todos os praticantes que a queiram experimentar! Afinal de contas, todos cozinhamos a certa altura certo?

Ora bem a Bruxaria de Cozinha ou Magia de Cozinha é algo fantástico e que pode ser utilizada de diversas maneiras. Basicamente uma Bruxa de Cozinha utiliza a cozinha como seu ponto fulcral de trabalho. Algumas coisas que podem ser feitas como Bruxa de Cozinha será, por exemplo, ter um altar na cozinha. Um pequeno altar, com coisas que podem ser facilmente movidas. Talvez uma estatua ou figura de uma divindade relacionada com o Lar (O Lar acaba por ser uma parte fulcral da Bruxaria de Cozinha), um caldeirão, uma vela. Ou até algo artesanal, feito pelo próprio praticante. Bruxaria de Cozinha é muito de "por mãos à obra", inovar, criar novas coisas com o pouco que há à disposição. É também uma forma de magia muito simples ou Baixa Magia como também é considerada, pois não requer rituais complexos mas sim pequenas magias eficazes. É uma prática excelente para ter em paralelo a uma prática mais complexa, para quem preferir. Ou, para quem gostar mais de coisas simples, para ser o único caminho a traçar.

Uma das principais mais-valias de uma Bruxa de Cozinha são ervas e plantas! Se tiver possibilidade pode até plantar as suas próprias plantas, cuidar delas e colher as suas ervas delas mesmo (respeitando os ciclos naturais das plantas e até beneficiando das correspondências astrológicas se preferir!) para usar nos seus pratos ou nos seus feitiços. Pode colocá-las em jarros ou penduradas a secar por cima da cozinha. Evite colocá-las em luz directa do Sol ou demasiado perto do forno ou fogão, para não secarem demasiado e perderem as suas propriedades. Vegetais também são excelentes! Não só porque são muito saudáveis para uma dieta equilibrada mas também porque são originários da própria Natureza, tornando-os bons aliados.

A cozinha de uma Bruxa de Cozinha funciona como um pequeno templo. Deverá ser organizado (à maneira do próprio praticante, o que interessa é que o praticante se organize. O que parece desorganizado para uns é a organização de outros!) e limpo. Deve ser um espaço respeitado e deverá garantir que as energias presentes no local são positivas e de acordo com o seu trabalho (evite discussões ou conflitos naquela zona da casa). Pode até investigar um pouco sobre Feng Shui ou outras técnicas de harmonização de espaços para auxiliar a manter um espaço equilibrado energeticamente.

A decoração, apesar de secundária, pode ser essencial. Decore o espaço como preferir. Se adorar frascos (como eu!) arranje vários para as suas ervas, sementes, alimentos, etc e coloque-os numa estante onde consiga ter acesso e, ao mesmo tempo, fiquem de acordo com o seu gosto. Pinte as paredes ou os móveis de cores cujas propriedades estejam alinhadas com o seu trabalho e objectivo e que, ao mesmo tempo, sejam cores que goste e nas quais se sinta confortável. Algumas recomendações, a nível de cor, são cores associadas à Terra como castanhos, laranjas, amarelos, verdes, etc. Pendure quadros, ervas, estátuas, velas, incensos, etc. Tudo o que gostar no seu espaço de trabalho e que ajude a realizar as suas tarefas (mágicas e não mágicas).

Outro ponto importante na prática de uma Bruxa de Cozinha é o livro de Receitas! Para além do seu Livro das Sombras, onde já aponta normalmente todas as informações referente à sua prática mágica, é sempre recomendável ter um livro à parte para as suas receitas (quer alimentar quer mágicas). Os seus testes com poções e ervas ou com comidas enfeitiçadas, as receitas de óleos, incensos, chás, sumos, etc. Organize as suas experiências marcando o que funcionou e o que falhou (e porque falhou, como melhorar, etc.). Manter um registo é essencial para qualquer Bruxo de forma a que possa não só assistir à sua evolução mas também para ter mais fácil acesso a rituais, feitiços ou qualquer coisa que tenha feito no passado.

Depois, o mais essencial de tudo, pratique. Utilize a Magia da Cozinha no seu dia-a-dia, experimente, teste, descubra! Utilize ervas e as suas propriedades mágicas nos seus pratos, quando misturar bebidas (chá, chocolate quente, sumo natural, etc.) ou até panelas de comida misture sempre na direcção que irá ajudar mais para o objectivo (p. ex: um chá para ajudar a banir uma doença poderá misturar contra os ponteiros do relógio mas uns bolinhos para trazer prosperidade e alegria já pode mexer no sentido dos ponteiros do relógio). Se estiver a cozinhar com óleo ou azeite pode desenhar sigilos. Pode desenhar sigilos nos condimentos das sandes que leva para o trabalho ou que os seus filhos levam para a escola. Quando cozinhar pão ou bolachas pode adicionar ervas que correspondam às suas necessidades mágicas. Pode utilizar o mel para auxiliar a melhorar relações pessoais com familiares ou amigos. Existem imensas formas de aplicar a Magia de Cozinha na sua prática e todas elas são deliciosas de por em prática (em ambos os sentidos!).

Apesar de ser uma forma de Magia muito prática e simples (e, por esse motivo, às vezes é olhada de lado) é uma forma de Magia totalmente válida. Aconselho todos os interessados a experimentar e testar algumas receitas. De vez em quando colocamos várias receitas aqui no blogue, basta clicar no tema de Receitas. Pode também pesquisar online, existem imensos websites (principalmente em inglês) dedicados à Bruxaria de Cozinha (Kitchen Witchcraft), acima de tudo, no Tumblr existem imensos blogues dedicados a este ramo da Bruxaria.
 
Inove, experimente, teste, descubra! Quem sabe até vai gostar? :)

0 comentários:

Enviar um comentário