Bem-Vindos. Sentem-se em volta da fogueira, peguem uma xícara de chá e comecemos a aprender os mistérios antigos e a desvendar segredos esquecidos.
Trilhem connosco a floresta sobre o olhar atento da Lua...

Novos artigos serão sempre publicados à segunda-feira e à sexta-feira.




sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Reconectar com a Magia


A vida agitada da cidade e das nossas rotinas urbanas pode acabar por nos afastar da nossa prática. Acabamos por ficar limitado à prática da Magia e da Bruxaria apenas nas celebrações específicas ou nas fases da Lua e deixamos de ter aquela ligação constante com o mundo mágico. Deixamos de ver e de sentir as energias em nosso redor e de sentir-nos ligados à nossa prática. Neste artigo iremos listar algumas dicas que podem ajudar a restabelecer esta ligação e permitir que, mesmo com uma rotina atarefada, haja sempre tempo e forma de dedicar algum tempo ao culto dos Deuses ou à prática da nossa magia (incluindo sem divindades, se assim desejarem!).

  • Tire pelo menos uns 15 minutos por semana e acenda uma vela. Escolha a cor da vela com base naquilo que precisa que esteja presente na sua vida durante a semana a seguir ou em que precisa de alguma orientação e acenda-a. Sente-se e medite, olhe atentamente para a chama da vela e deixe-se levar a ver o que o fogo lhe mostrar.
  • Se tiver algum livro que tenha feitiços práticos e simples (os livros para iniciantes são fantásticos para isto!) escolha um e faça. Faça um por semana, por exemplo. Pode ser um feitiço para atrair prosperidade, atrair amor próprio, dinheiro, tanto faz. Algo simples, prático e útil e que não ocupe muito tempo. Assim não só não perde a prática da Magia como também acaba por ser uma tarefa útil.
  • Mande bênçãos. Quando estiver no autocarro ou comboio a caminho do trabalho imagine-se a enviar boas energias para as pessoas que gosta (pais, companheiros/as, irmãos, etc.) ou até para as pessoas que estão em seu redor, se sentir generoso/a!
  • Pegue nos seus livros das sombras antigos ou os não acabados ou até aqueles cadernos onde chegou a apontar informações sobre experiências realizadas. Veja o que funcionou? O que não funcionou? O que será para repetir?
  • Utilize afirmações no seu dia-a-dia. As afirmações são muito usadas no trabalho de Amor Próprio e também podem ser aplicados na nossa prática mágica, principalmente nos momentos em que nos sentimos mais em baixo e mais vulneráveis. Ao acordar olhe ao espelho e diga frases como "Eu sou Magia.", "Eu sou um/a Bruxo/a", "Eu vejo e sinto a Magia em meu redor", "Estou no caminho para ser o/a Bruxo/a que sempre quis ser", etc.
  • Escolha as suas roupas ou acessórios de forma a trazerem boas energias. Pode ser nos símbolos, nas cores ou até nos formatos. Diversifique e tente aproveitar a Magia Quotidiana ao máximo! Pode até costurar sigilos nas suas roupas (nas etiquetas, no forro, etc.).
  • Sempre que estiver em redes sociais (Tumblr, Facebook, Pinterest, Instagram, etc.) e encontrar dicas mágicas, receitas, feitiços, listas de correspondências, etc guarde-as. Guarda no telemóvel ou no computador em formato de rascunho e aproveite para testar no futuro, apontar no livro das sombras, etc.
  • Medite pelo menos uma vez ao dia ou o mais frequentemente possível. Meditar é bom não só para a sua prática mágica mas também está comprovado que é um fantástico auxílio para ter uma boa saúde. Junte o útil ao agradável!
  • Faça feitiços ou amuletos para eventos que estejam para vir. Testes na escola/faculdade? Amuleto para ajudar a ter boa nota. Vem aí a Primavera? Chás para ajudar as alergias e as constipações primaveris. Encontro de família? Feitiço para promover a harmonia! Coloque as suas habilidades e talentos em prática! A prática, afinal de contas, leva à perfeição.

E, claro, coloque a Magia Quotidiana em prática! Temos um artigo sobre o assunto chamado "A Magia no Quotidiano" e existe um livro chamado "Magical Household" que ajuda exactamente nisto em aplicar a Magia nos momentos do seu dia-a-dia sem que envolva muito trabalho e tempo mas, ao mesmo tempo, tenha o efeito pretendido e acaba por nos ligar mais ao nosso caminho pessoal. É de recordar, claro, que não é obrigatório o trabalho com Divindades para estas dicas funcionarem! Podem ser adaptadas à prática e gosto de cada um. Afinal, cada caminho é um caminho e nós só podemos caminho o nosso próprio caminho, não é? :)

0 comentários:

Enviar um comentário