Bem-Vindos. Sentem-se em volta da fogueira, peguem uma xícara de chá e comecemos a aprender os mistérios antigos e a desvendar segredos esquecidos. Trilhem connosco a floresta sobre o olhar atento da Lua...

Novos artigos serão sempre publicados à quinta-feira.



segunda-feira, 27 de março de 2017

Sigilos: Como activar?



Quando criamos um sigilo é necessário investir energia pessoal no mesmo. Energizá-lo. Durante o processo criativo e de construção do sigilo criamos a energia referente ao mesmo, o seu significado. Agora necessitamos de libertar o mesmo para que o mesmo inicie o seu trabalho. A este passo também há quem chame de consagrar o sigilo, libertar o sigilo, carregar o sigilo, entre outros termos. O que interessa é a acção e não o nome que lhe damos.
Materiais necessários:
  • Algo com que escrever (caneta ou lápis).
  • Papel
  • Uma vela ou outro tipo de chama.
  • Um recipiente de metal ou de cerâmica no qual seja seguro queimar um pedaço de papel
 Aqui será necessário novamente criar o espaço sem distrações. Se estiver a passar do estado de criação para o de activação logo de seguida, pode continuar no espaço em que estava. Este processo também não demora muito e, com a prática, tornar-se-á ainda mais rápido (tal como o processo de criação). Mantenha o seu estado de espírito limpo e sem distrações. Respire fundo algumas vezes para voltar a focar-se no intuito do seu trabalho. Assim que estiver, acenda a vela ou o fogo onde irá queimar o pedaço de papel. Garanta que faz tudo com cuidado para evitar provocar incêndios acidentais.
Agora é a parte em que iremos "invocar" o sigilo, por assim dizer. Será necessário desenhar o sigilo criado num papel (ou, caso já tenha, pode usar esse mesmo papel apenas traçar por cima do mesmo). Pode utilizar outros materiais de escrita, se preferir, tendo sempre em atenção se o mesmos não irão ter nenhuma reacção adversa ao serem queimados. Pegue no pedaço de papel e, caso o mesmo seja muito grande, pode sempre rasgar à volta até ficar apenas com o símbolo. Agora foque-se no símbolo. Olhe atentamente, recorde-se porque motivo o criou e qual o intuito para o mesmo. Para que serve? Qual o objectivo? Quais os resultados que quer? Ouça atentamente à sua intuição e energia interior, medite sobre o símbolo, como o mesmo lhe faz sentir, etc. Se achar que algo não está bem, pare. Não continue a activação de um símbolo de que não gosta ou que sente que não vibra consigo. Comece do início e crie um novo. Mais vale ter trabalho a dobrar do que ter trabalho para nada, não é?
Assim que sentir que tudo está certo e que o sigilo é exactamente aquilo que pretende, é altura de continuar e libertar a energia do sigilo. Aqui existem diversos métodos (meditação, enterrar o símbolo, deitar o símbolo em pedacinhos ao vento, carregar o símbolo através de magia sexual, etc.). Para este exemplo em específico iremos queimar o papel onde desenhamos o sigilo. Queime uma parte do papel e coloque dentro do recipiente onde irá queimar e visualize, enquanto o papel queima, toda a energia do sigilo a prolongar-se pela sua vida (passado/presente/futuro) e a manifestar-se da forma desejada. Visualize os resultados que quer que aconteçam e veja o seu símbolo a ser liberto para agir no universo. (Nota: Se o papel se apagar, não se preocupe. Volte a acender até queimar na totalidade, apenas significa que o papel tem dificuldades em queimar e não tem qualquer significado obscuro por detrás disso nem deve sequer ficar a pensar nisso ou a ter paranóias pois apenas irão prejudicar o trabalho que está a ser realizado!).
Existem outras formas de ter sigilos em acção. Seja em cadernos, em amuletos, em comidas, em ficheiros de imagens escondidos para protecção, etc. O uso dos sigilos é imenso e depende do praticante. Conforme for experimentando, usando e mexendo vai ganhar novos hábitos e formas de trabalhar. A prática leva à perfeição por isso não tenha medo de experimentar e criar novos sigilos, aplicá-los em novos locais, etc. Seja imaginativo e tudo dará certo!
E vocês, leitores? Usam sigilos? Como trabalham com eles? Usem a caixa de comentários e partilhem connosco como é o vosso trabalho com sigilos e dicas para outros praticantes!

0 comentários:

Enviar um comentário