O Tarot: Arcanos Maiores - XI - A Justiça

por - agosto 01, 2019

XI - A Justiça

Nome do Arcano: A Justiça
Número: XI
Descrição: No baralho de Rider-Waite a carta da Justiça é representada por uma pessoa sentada com um veu púrpura atrás da sua cadeira, estando colocada entre dois pilares. Na sua mão direita tem uma espada que aponta para cima e, na mão esquerda, tem uma balança. Esta pessoa tem uma coroa na cabeça e, do seu vestido vermelho, vemos um pouco de um sapato branco. *
Símbologia: Na Justiça temos uma pessoa sentada entre dois pilares, à semelhança da Alta Sacerdotisa e do Hierofante, simbolizando o equilíbrio e a estrutura. O véu roxo que está pendurado atrás de si representa a compaixão. Na sua mão direita tem uma espada que representa o lado lógico e ordenado do pensamento necessário para a justiça, com a sua lâmina dupla que nos recorda que todas as acções têm consequências e, a sua posição, leva-nos a entender que a decisão da Justiça é final. Já a balança na mão esquerda está como representação de que a intuição deve ajudar-nos a equilibrar a lógica e o que temos ao nosso dispor, recordando-nos da necessidade da imparcialidade. A nível da sua roupa, a coroa da Justiça representa os seus pensamentos organizados sendo que o pequeno sapato que sai do seu vestido branco é um símbolo de que não devemos esquecer do impacto espiritual que as nossas escolhas têm e que as suas consequências nos dão.

Significado:

  • Posição Normal
Na sua posição original a carta da Justiça representa a equidade, a justiça, a verdade e a lei. Existe uma chamada de responsabilidade e de prestar contas pelas nossas acções e ver se as mesmas estão alinhadas com os nossos objetivos e com aquilo pelo que lutamos e, caso não estejam, teremos de lidar com as consequências das nossas acções. Se procuramos justiça (por exemplo a nível legal, com alguma situação em tribunal), esta carta pode representar que esse processo está a chegar ao fim e será tomada uma decisão e que, à semelhança da simbologia da espadada  Justiça, a mesma será final e deveremos saber lidar com isso. A nível de reflexão a Justiça recorda-nos da necessidade de avaliar a nossa vida e o nosso caminho, podendo surgir em leituras em que é necessário tomar decisões. Esta carta lembra-nos que às vezes temos de parar e refletir, de nos desconectar do momento e conseguir ver a situação de forma imparcial, de forma a tomar a decisão necessária, tendo conhecimento das consequências das nossas acções. A Justiça é, no seu núcleo, uma procura pela verdade e pelo caminho certo, ajudando-nos a refletir nas decisões da nossa vida e a escolher qual o caminho a seguir e a decisão a tomar.

  • Posição Invertida (esta posição é opcional)
Na sua posição invertida a carta da da Justiça alerta-nos para as más decisões que possamos ter tomado e que algumas das nossas acções podem estar a ir contra o que conseguimos ser "certo" para nós próprios. Esta carta aconselha-nos a rever as nossas decisões e formas de encarar o Mundo e recorda-nos que temos de lidar as consequências do que fazemos. Porém a Justiça recorda-nos também que não devemos ser demasiado duros connosco mesmos e que devemos ter imparcialidade quando analisamos as nossas acções e decisões e nunca esquecer que a compaixão é uma característica inseparável da justiça. Pode também, em certas alturas, representar dificuldades em processos legais sendo que nos alerta para a necessidade de reforçar o nosso caso e de estar preparados para eventualidades que possam afectar negativamente o nosso processo. 

* A representação dos Arcanos varia de Baralho para Baralho, a descrição apresentada é com base no Baralho Rider Waite. 

Também podes gostar

0 Comentários