Bem-Vindos. Sentem-se em volta da fogueira, peguem uma xícara de chá e comecemos a aprender os mistérios antigos e a desvendar segredos esquecidos. Trilhem connosco a floresta sobre o olhar atento da Lua...

Novos artigos serão sempre publicados à quinta-feira.



segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Métodos de Lançamento de Tarot


Existem diversas formas de lançar tarot e até podemos criar as nossas próprias formas de tiragem de cartas, dependendo do nosso baralho e do pretendido. Neste artigo irei apresentar quatro formas práticas (e simples) de lançar as cartas do Tarot. Existem muitas outras disponíveis na Internet, algumas mais complexas, outras mais simples. Para este artigo escolhi as mais simples e rápidas, não só pela sua simplicidade mas também pelo facto de serem ideais para quem está a começar a trabalhar com baralhos pela primeira vez.

  • Passado - Presente - Futuro
Dificuldade: Muito Fácil

#1 - Representa o passado.
#2 - Representa o presente.
#3 - Representa o futuro.

Esta tiragem é das minhas simples e práticas que existem. Com apenas três cartas podemos ter uma pequena visão do passado e do que aconteceu até chegarmos aqui, do actual presente e como a situação está e, com base na posição que temos actualmente e as decisões tomadas, como será o futuro. Recordamos que o futuro não é 100% certo mas sim uma estimativa muito certeira com base em como estão as coisas. Com força de vontade, tudo pode ser alterado.

  • A Decisão
Dificuldade: Fácil

#7 - Representa o consultado, a pessoa a que se refere a tiragem.
#3, #1 e #5 - Representam os eventos de ordem cronológica com que acontecerá se tomarmos a decisão.
#4, #2 e #6 - Representam os eventos de ordem cronológica com que acontecerá se não tomarmos a decisão.
Esta tiragem é simples mas muito útil para quando temos de decidir se devemos ou não tomar uma certa decisão. As perguntas ideais para esta tiragem são "O que acontece se tomar a decisão X e o que acontece se não tomar a decisão X?". É de ter em atenção que não é a tiragem ideal para decidir entre duas escolhas. Nesse caso o melhor será ou experimentar outra tiragem mais apropriada ou então fazer esta jogada para a opção X e outra para a opção Y e decidir das duas qual a mais vantajosa.

  • A Cruz
Dificuldade: Fácil
#1 - O presente ou o tema geral da leitura.
#2 - As influências do passado que ainda têm algum efeito na situação actual.
#3 - O futuro.
#4 - A razão por detrás da segunda (este ponto está directamente relacionado com o ponto #2)
#5 - Qual o potencial na situação e a solução a tomar.
Esta tiragem é uma forma clássica de lançar Tarot e é ideal para analisar as decisões que possamos ter a tomar. Ao contrário da tiragem da Decisão nesta conseguimos ver até que ponto o passado ainda nos influencia nesta decisão e como podemos livrar-nos dele e ultrapassar os obstáculos de forma a chegar ao nosso objectivo.

  • A Cruz Celta
Dificuldade: Média

#1 - O Presente.
#2 - O desafio imediato que está a ser enfrentado pelo alvo da leitura. Ter sempre atenção à carta pois mesmo sendo uma carta positiva irá representar alguma forma de desafio que tem de ser vencido.
#3 - A raiz do problema, o passado distante que deu origem à situação actual.
#4 - O passado mais recente ou uma situação actual que represente a dificuldade que está a ser passada. Por exemplo se a questão for referente a problemas de amor ou a problemas numa amizade, nesta carta irá estar uma representação de um evento recente que comprove esta dificuldade e exemplifique a origem do problema.
#5 - O melhor resultado. Esta carta não anula, por si só, a carta #10 mas completa-a. E, no caso de uma carta negativa, poderá também ser um aviso de que mais vale cortar o mal pela raiz do que continuar em dificuldades e sofrimento.
#6 - O futuro imediato, por norma, refere-se a dias ou semanas. É raríssimo esta carta e leitura se referir a períodos como meses e anos.
#7 - Os factores ou sentimentos que possam estar a influenciar a situação. Quando analisada em conjunto com a carta #1 poderá mostrar o que está por baixo de toda a situação e no seu núcleo.
#8 - Influências externas, sejam de situações ou de pessoas que influenciem diretamente o que está a ocorrer.
#9 - Os medos e esperanças da situação. Se pretender pode lançar duas cartas para clarificar o significado deste ponto.
#10 - O resultado final. Esta parte da tiragem é o que demonstra qual será o resultado final a obter após a análise. Se pretender pode tirar até três cartas para compreender melhor o que o Tarot tenta explicar neste ponto e até compreender o que poderá vir depois.

A Cruz Celta é capaz de ser o método mais conhecido e mais usado para lançar Tarot. Por esse motivo é também um dos mais adaptados e cujos significados das cartas podem variar dependendo dos métodos e do cartomante. Recordamos que devem sempre ser colocadas perguntas concisas e simples, sem muitos rodeios.

***

Estas são algumas das tiragens mais simples para quem está a começar. Se quiser evoluir mais pode sempre experimentar outras tiragens como a Tiragem Astrológica. Pode sempre procurar online outras formas de lançar Tarot ou até consultar nos livros associados ao seu baralho, caso haja. E então, já experimentou algumas destas? O que achou?

0 comentários:

Enviar um comentário